Artigo

Uropediatria: saiba quais as doenças urológicas mais comuns em crianças

Uropediatria - saiba quais as doenças urológicas mais comuns em crianças
Gostou do post? Vote:
0 voto(s)

Por Dra Lorena Marçalo Oliveira*

 

Na infância, consultas regulares com um pediatra são essenciais para os cuidados com a saúde. Quando necessário, o médico pediatra indicará uma consulta com um especialista, um uropediatra, que auxiliará no diagnóstico, prevenção e tratamento das doenças urológicas.

O urologista pediátrico ou uropediatra é um médico cirurgião, portanto trata de doenças que, potencialmente, tem tratamento cirúrgico.

No artigo de hoje vou citar alguns problemas mais comuns tratados pelo urologista pediátrico.

 

Principais problemas tratados pelo urologista pediátrico:

  • Fimose:
    A fimose é a condição em que o prepúcio (pele que recobre a cabeça do pênis) encontra-se tão fechado que impede a exposição glandar e a retração prepucial. Nos casos mais severos chega a impedir a saída da urina pelo pênis. A fimose é considerada fisiológica (normal) em bebês, enquanto que ao final dos 4 anos, a maioria dos meninos consegue expor totalmente a glande. Existem também casos de exposição parcial da glande e de aderências prepuciais. O urologista pediátrico é o profissional responsável por avaliar a necessidade de uma abordagem cirúrgica, a chamada circuncisão ou postectomia.

 

  • Infecções Penianas (Balanites | Balanopostites):

A balanite é a inflamação da mucosa que reveste a glande e, quando essa inflamação afeta tanto a glande como a parte interna do prepúcio que recobre a glande, a enfermidade recebe o nome de balanopostite. São vários os fatores que podem causar essa inflamação, que deverão ser diagnosticados e tratados pelo especialista.

 

  • Criptorquidia:

Os testículos se formam no interior do abdome e, habitualmente, descem ao escroto até o final da gestação. No entanto, há situações em que isso não ocorre, e esses testículos fora do “saco”, são chamados de testículos criptorquídicos. A incidência de criptorquidia é maior em recém-nascidos prematuros, mas podem atingir recém nascidos de termo. O momento ideal da cirurgia para o reposicionamento dos testículos costuma ser entre 6 meses e 1 ano de vida e o procedimento é de fundamental importância para o adequado desenvolvimento testicular.

 

  • Hipospádia:

É uma alteração na formação do canal da urina, a uretra, ocasionando uma abertura mais baixa em qualquer ponto do pênis, do escroto ou até mesmo do períneo. O tratamento é cirúrgico, de preferência nos primeiros anos de vida da criança. Por ser uma cirurgia tecnicamente delicada deve ser realizada por um profissional com adequado treinamento para esta doença.

 

  • Infecções Urinárias:

Infecções urinárias em crianças devem ser averiguadas e o urologista pediátrico pode ter um papel importante nesta investigação. A importância de diagnosticar, tratar e prevenir as infecções nas crianças é fundamental para evitar danos ao rim e suas complicações como insuficiência renal e hipertensão arterial.

 

  • Hidroceles:

Hidrocele é a presença de líquido em quantidades anormais dentro do escroto, envolvendo o testículo, de forma unilateral ou bilateral. A hidrocele pode desaparecer por conta própria nos primeiros 2 a 3 anos de vida, no entanto, se a hidrocele não desaparecer ou aumentar de tamanho, a condição deve ser tratada cirurgicamente.

 

  • Enurese (xixi na cama):

A enurese é caracterizada pela perda involuntária de urina durante o sono em crianças a partir dos 5 anos de idade. Popularmente conhecida como “xixi na cama”, acomete crianças que, habitualmente, não apresentam nenhum problema anatômico no sistema urinário. Vários fatores podem influenciar essa perda de urina durante o sono e as opções de tratamento irão variar de acordo com as características e necessidades de cada criança atendida pelo urologista pediátrico.

 

 

Espero que o artigo tenha sido útil e, se desejarem, é so entrar em contato.

Fico à disposição para esclarecer possíveis dúvidas,

Até mais!

 

*Dra Lorena Marçalo Oliveira é médica urologista graduada pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), especialista em Cirurgia Urológica e Uropediatria

Compartilhe
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin